Projeto Mulher Uberaba

Projeto Social de Divulgação: Matérias de interesse da mulher.

Mulher Uberaba, sua revista on line!

Especialmente idealizado para você mulher, o Blog Mulher Uberaba é um espaço direcionado ao universo feminino. No menu você encontra várias Páginas com matérias sobre diversos assuntos. Faça um tour e veja quantas dicas interessantes postamos para sua leitura diária.

Sua Revista On line - novidades diariamente!

Mulher Uberaba é um projeto coordenado por Elícia Fragoso com o apoio da jornalista Marciana Camilo, levando informações úteis para a mulher - Direitos da Mulher, Saúde, Moda, Beleza, Decoração, Culinária e muito mais.

Mulher Uberaba: anuncie aqui para quem tem o poder de decisão!

Você empreendedora, divulgue aqui produtos e serviços, gratuitamente. Nesta rede de divulgação o seu negócio aparece mais e melhor, vale a pena conferir.

Mulher Uberaba especial: Kids e Teens.

Cantinho especial para as meninas antenadas e os meninos descolados, com super dicas de Duda Stacciarini. Página atualizada periodicamente, fiquem de olho!

Especialmente idealizado para manter você Mulher, bem informada!

Mulher Uberaba é atualizado periodicamente, algumas Páginas diariamente, mantendo a mulher bem informada sobre seus direitos, sobre outros projetos sociais e campanhas que podem beneficiá-la

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Para pais e filhos:

Queridas amigas e amigos do Blog, recebi o texto abaixo de uma amiga no facebook e foi muito importante para mim, teve um significado valoroso, por isso compartilho aqui com vocês.

Tenham uma ótima semana. Beijos!




CARTA À MINHA FILHA: NÃO DEIXE QUE A ESCOLA TE ENSINE



Clarice querida,
O mundo está mudando rápido. Bem mais rápido que as nossas escolas. Há tantas delas que ainda não perceberam que este mundo internético em que hoje vivemos é radicalmente diferente do mundo desconectado de algumas poucas décadas atrás e que nossa Educação agora pode e precisa ser muito melhor.

Grandes ideias não faltam: escolas na nuvem na Índia, aulas sem turmas nem professores em Portugal, salas-de-aula invertidas nos Estados Unidos, brinquedos que ensinam crianças a programar computadores na Inglaterra, milhares de pessoas do mundo todo fazendo juntas cursos de nível superior!

Mas é preciso querer ver a necessidade de mudar, e isso demora. Por mais que eu esteja otimista, não acho que os anos que te restam na escola sejam tempo suficiente para essa onda de renovação se espalhar pelo Brasil e chegar à tua sala-de-aula.

Vai ser por pouco… Você é parte da última geração de alunos da escola do passado. Ou seja, alunos de um modelo de educação igualzinho ao que eu tive, e que também foi o mesmo dos teus avós, teus bisavós, teus trisavós…

Mas se não dá para evitar que as manhãs da tua infância sejam gastas em aulas chatas e desestimulantes, você pode pelo menos ficar alerta aos defeitos desse modelo. Assim, enquanto você aproveita o que a escola pode te oferecer de bom, vai conseguir impedir que ela te ensine algumas coisas que a mim custaram muitos anos para desaprender.

Não deixe que a escola te ensine que conhecimentos podem ser compartimentados, separados em caixinhas, isolados uns dos outros.
Na escola do passado, a matemática acaba quando começa a física e a geografia acaba quando começa a história. No mundo, há biologia no esporte, matemática na música, história na literatura, gramática na programação de computadores… Por isso, depois de ver algo de perto, dê sempre um passo para trás, perceba as relações, enxergue o todo.

Não deixe que a escola te ensine que alguns conhecimentos são mais importantes que outros.
Na escola do passado, para cada aula de artes há duas de geografia e para cada uma de geografia há duas de matemática. Música, artes plásticas, esportes, religião, filosofia são tratados como matérias de “segundo time”. Quantos grandes artistas e esportistas foram vistos como maus alunos e forçados a abandonar seus talentos porque o conhecimento que lhes interessava não era o mesmo que interessava à escola! Persiga teus interesses mesmo que eles não interessem a mais ninguém.

Não deixe que a escola te ensine que há um momento específico para aprender cada coisa.
Na escola do passado, quem não consegue acompanhar a turma é tido como um fracassado e quem quer avançar mais rápido é freado, impedido. Ela exige que todos aprendam o mesmo ao mesmo tempo. Mas as pessoas não são todas iguais. Você pode ter mais facilidade que os colegas em um determinado assunto e menos em outro. Não deixe que te empurrem nem que te segurem. Respeite teu próprio ritmo de aprendizado.

Não deixe que a escola te ensine a decorar.
Informação x Conhecimento. Ao contrário, esqueça tudo que puder. O homem dominou o planeta porque foi capaz de fabricar ferramentas que estenderam os limites das nossas mãos e pés. Agora, fomos ainda mais além e fabricamos ferramentas que estendem os limites do nosso cérebro. Não precisamos mais desperdiça-lo usando-o como um depósito de nomes, datas e fórmulas; hoje podemos aproveitar todo o potencial dele para analisar, criticar e refletir o mundo de informações que podemos acessar com um clique. A Internet é o teu HD, o cérebro é o teu processador.

Não deixe que a escola te ensine a te contentar com pouco.
Na escola do passado, as consequências de tirar nota 10 ou nota 7 são as mesmas. O aluno excelente passa de ano da mesma forma que o mediano, com, no máximo, um elogio da professora. Assim, aos poucos os alunos vão ficando satisfeitos em “passar por média”. Nunca fique contente com a média. Dê teu melhor sempre, em tudo o que fizer (inclusive nesses poucos anos que ainda te restam na escola do passado). No mundo, ao contrário da escola, a excelência faz muita diferença.

Não deixe que a escola te ensine a acreditar que ela é suficiente.
A escola do passado lamentavelmente abdicou da missão de preparar os alunos para o futuro e se limita a tentar prepará-los para o vestibular ou o ENEM. Mas a tua vida produtiva começa exatamente depois desse ponto e para ser bem sucedida nela você precisará de muito mais do que ciências, matemática, português, história e geografia. O futuro vai exigir que você tenha uma boa noção dos teus direitos e deveres para cumprir teu papel de cidadã, conheça um pouco de economia para saber gerenciar teu dinheiro, aprenda sobre empreendedorismo para fazer tuas ideias virarem realidade, tenha consciência global para compreender teu lugar no mundo, domine a Internet enquanto ferramenta de comunicação e muito mais. Há muitos conhecimentos que não estão na escola. Procure-os onde estiverem.

John LennonNão deixe que a escola te ensine que provas são capazes de medir a tua capacidade e inteligência.
A história está repleta de gênios que foram tidos como maus alunos. Eles eram considerados incapazes nas suas escolas porque estavam à frente delas e, portanto, não podiam ser medidos pelos seus testes. As provas da escola do passado servem para provar quem está mais adequado ao mundo do passado.

Não deixe que a escola te ensine que você não tem nada a ensinar.
Na escola do passado os alunos são separados em séries de acordo com suas faixas etárias e isso praticamente impede a interação entre idades diferentes. Colegas um pouco mais velhos têm muito a te ensinar e, o que é ainda mais importante, os mais novos têm muito a aprender contigo. E ensinar é a forma mais eficiente de aprender. Quando um professor detém o monopólio do ensino, ele te rouba inúmeras oportunidades de aprender ensinando e ensinar aprendendo.

Caminho do sucessoNão deixe que a escola te ensine que errar é ruim.
Provas fazem isso o tempo todo, sem que os alunos percebam. Do jeito que são feitas, elas servem apenas para apontar e punir nossos erros e desperdiçam a oportunidade de nos ajudar a aprender com eles. O resultado é que aos poucos vamos nos acostumando a não arriscar e a evitar erros a todo custo. Não há nada pior para o aprendizado do que o medo de errar. Erre! Erre de novo! Erre à vontade. Erre quantas vezes forem necessárias até acertar.

Não deixe que a escola te ensine a ser apenas consumidora de ideias.
A escola do passado se limita a ruminar as ideias dos outros. Diariamente, aula após aula, os alunos mastigam, engolem e digerem um enorme cardápio de informações. Não há nenhum espaço para que eles gerem conhecimento, produzam pensamentos, criem ideias, somem. Os alunos são tratados como se fossem incapazes disso e logo se convencem dessa incapacidade. O mundo do futuro é o mundo da troca. Nele, os bem sucedidos não serão os que forem capazes de acumular mais ideias, mas os que forem capazes de distribuir mais. Escreva, desenhe, cante, dance, filme, blogue, fotografe, pinte e borde. Crie, produza, pense, gere, compartilhe.

E o mais importante de tudo, minha filha: não deixe que a escola te ensine que aprender é a mesma coisa que ser ensinado.
Toda criança nasce uma esponjinha de conhecimento ávida para absorver os comos e os porquês de tudo que vê. Essa curiosidade sem fim, essa fome de aprender costuma durar até o exato momento em que ela passa pela porta da sala de aula da primeira série da escola do passado. É nesse momento que as crianças são convencidas que aprender não é experimentar, sentir e sujar as mãos de terra ou tinta, como faziam até agora, mas sim sentar silenciosamente em cadeiras alinhadas e ser ensinado por um professor que é o dono de todo o saber e que decide sozinho a hora de começar e de parar de estudar cada assunto. O aprendizado não vem mais da interação da própria criança com o objeto que ela está conhecendo. Agora, ele é “transferido”. A criança não faz mais perguntas, ouve respostas. A busca do conhecimento não começa mais nas interrogações dos alunos, mas nas afirmações do professor; o estudo não mais se inicia na curiosidade, mas na autoridade. A criança não está mais no comando do seu aprendizado, ela não é mais um sujeito ativo no ato de aprender, é um sujeito passivo do ato de ensinar do professor. Em resumo, a criança não mais aprende, é ensinada. Não abra mão da direção da tua vida. Viver é aprender e você tem autonomia (ou seja, a liberdade e a responsabilidade) para decidir o que aprender e, portanto, como viver. Não a ceda a ninguém.

Se você conseguir impedir a escola de te ensinar essas coisas, vai acabar descobrindo que vida escolar é diferente de vida de aprendizado. E então, terá a vida inteira para desfrutar dessa incrível Era do Conhecimento que está apenas começando.

Te amo.

Teu pai


terça-feira, 1 de abril de 2014

Cosmopolitan - Mais que um drink...

A receita do Cosmopolitan tem origem nos Estados Unidos durante os anos 80.  Porém o drink ficou famoso no mundo todo graças à Carrie Bradshaw, personagem principal do seriado Sex and the City.  E ele é bem simples de se fazer.
Existem várias versões para a sua criação, passando por Minneapolis, San Francisco e Nova York, mas a mais aceita é a que a bartender Cheryl Cole criou o Cosmopolitan em 1985, em South Beach, na Florida.  De acordo com Cheryl, a receita original do Cosmopolitan era composta por vodka absolut citron, triple sec, limão rosa e um suco de cranberry.
Em 1987, uma segunda bartender chamada Melissa Huffsmith conheceu o drink depois que um amigo contou que o havia experimentado na Florida.  Ela fez pequenas alterações, substituindo o Triple Sec por Cointreau e o limão rosa por limão, e o levou para Nova York.  Essa é ainda hoje a versão mais conhecida do Cosmopolitan.

Chega de história e vamos então a receita do Cosmopolitan:
- 50 ml vodka
- 50 ml suco de cranberry
- 15 ml cointreau
mão
- 10 ml suco de l i

Combine todos os ingredientes em um shaker com cubos de gelo.
  1. Bata vigorosamente por 20 segundos.
  2. Sirva em copos de martini e sem as pedras de gelo.
Variações do Cosmopolitan:
  • Substitua o cointreau por blue curacao para um Cosmopolitan azul.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Papo Sério - A importância da família.

Amigas e amigos, ultimamente estamos vendo nos jornais, revistas e televisão inúmeros atos de violência, não citaremos nada no momento, mas nem é preciso, afinal, todos estamos vendo isso no nosso dia-a-dia, o último em nossa cidade que nos marcou profundamente foi a perda do sargento Regivaldo Ferreira, baleado quando tentava conter um jovem usuário de drogas que estava transtornado. Por isso estamos aqui para falar sobre a importância da família para a formação de cidadãos de BEM.

A família deve ser a principal responsável pela formação da consciência cidadã do jovem e também apoio importante no processo de adaptação das crianças para a vida em sociedade. Uma boa educação dentro de casa garante uma base mais sólida e segura no contato com as adversidades culturais e sociais, características do período de amadurecimento. A ausência familiar gera graves conseqüências na formação, alimentando valores egocêntricos, que levam os mais jovens ao mundo do vício e das futilidades.


Nosso bem maior é nossa família, a educação dos nossos filhos e o amor devem estar em primeiro lugar que nossas crianças sejam adultos do BEM.

Estejamos todos sempre unidos, como uma grande família buscando o bem!

Abraços a todos!


Marciana Camilo | Elícia Fragoso

No Divã com Mulher Uberaba:


Queridas leitoras do nosso blog, é com muita alegria que estamos aqui com aquela novidade prometida, o Divã com Mulher Uberaba.

A nova colunista usará o pseudônimo Dra. CB, pois sua coluna será composta por histórias verídicas, porém com nomes fictícios, baseado em sua experiência profissional e pessoal.

Esperamos sinceramente que gostem, amigas!

Abraços especiais,

Marciana Camilo | Elícia Fragoso

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Papo sério - De mulher para mulher...

Amigas, leitoras do Blog Mulher Uberaba, iniciamos 2014 com muitas novidades e uma delas é uma nova coluna, um papo sério, conversa de gente grande, falando de relacionamentos, casamentos, sexo e outros assuntos que interessam às mulheres e consequentemente aos homens que se importam. A nova coluna não terá matérias de apenas uma colunista, está aberta à mulheres que queiram contar suas experiências e até mesmo contribuir conosco com conselhos e pensamentos.

Nossa primeira matéria é contribuição de uma leitora que inspirou coluna, fala sobre casamentos e será o post de sexta-feira, até lá!



Fica a dica para nossas leitoras...


Uma boa semana para todas!

Marciana Camilo e Elícia Fragoso
Projeto Mulher Uberaba

Diva Solidária: A entrega!

Olá amigas do Mulher Uberaba, queridas leitoras.


Hoje temos mais uma boa notícia, o ano de 2014 iniciou com solidariedade... as Divas de Uberaba participaram da campanha DIVA SOLIDÁRIA da LEARA, loja das empresárias Jacqueline Potenza e Elisa Araújo, ficaram ainda mais lindas com novos sapatos e ainda puderam fazer sorrir as mulheres da instituição IMAD - Madre Teresa de Calcutá.

Elícia Fragoso e Marciana Camilo, responsáveis pelo Projeto Mulher Uberaba, fizeram a entrega dos sapatos doados pelas Divas Solidárias para a presidente Marta (IMAD), que recebeu com muita alegria.

Parabéns LEARA, pelo bazar e pelas doações, que em 2014 possamos estar novamente juntas em novas ações.

Kids & Teens: Duda Stacciarini e Marise Romano.

Queridas amigas que acompanham o Mulher Uberaba, a nossa colunista mirim, Duda Stacciarini, está de volta em 2014 com muitas novidades no Kids & Teens.

Para começar, Duda entrevistou Marise Romano, imperdível! 



Uma belíssima matéria sobre diário vem nos encantar nessa era de tecnologia, internet e facebook... tenho certeza que nossas leitoras vão relembrar seus diários e a garotada teen se sentirá bastante tentada em iniciar um.

Vejam em:

http://mulheruberaba.blogspot.com.br/p/kids.html

http://kidsteensuberaba.blogspot.com.br/

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Campanha LEARA - Seja DIVA SOLIDARIA!

Campanha DIVA SOLIDARIA da Leara em sua segunda edição. Participe doando seus sapatos usados na compra de novos e ainda por cima ganhando desconto. As doações serão direcionados pelo Projeto Mulher Uberaba para o IMAD como feito no ano passado. Participem amigas do Blog!

domingo, 13 de outubro de 2013

Mulheres - amigas... unidas e fortes!

Hoje estivemos falando de amizades aqui na redação do mulher Uberaba e uma de nossas colunistas lembrou-se do seriado Sex and the City - Sex and the City (O Sexo e a Cidade, em Portugal e Sexo e a Cidade, no canal TBS do Brasil) é uma série de televisão americana baseada num livro com o mesmo nome de Candace Bushnell, Scott B. Smith e Michael Crichton. Foi originalmente transmitida nos Estados Unidos da América pela cadeia HBO, de 6 de Junho 1998 a 2 de Fevereiro de 2004.
Passada na cidade de Nova Iorque, a série focava nas relações íntimas de quatro mulheres que eram amigas, três das quais na casa dos trinta, e uma, Samantha, nos seus quarenta. Uma comédia de situação com elementos de telenovela, a série focou muitas vezes assuntos relevantes como o papel da mulher na sociedade atual. A série é exibida com classificação etária de 16 anos, pois contém cenas de conteúdo sexual, desvirtuamento de valores éticos e sexo atenuado.
A série teve seis temporadas, sendo a quinta reduzida a metade devido a gravidez da atriz Sarah Jessica Parker, que interpretava Carrie. Todas as temporadas foram lançandas em DVD no Brasil, no ano de 2006, após dois anos do fim da série, mas somente com legendas em português. Foi exibida no Brasil entre 1998 e 2004 pela Rede Record, e reprisada entre 2004 e 2006, pela Rede 21.


As amigas são:
  • Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), é a narradora da série, uma vez que cada episódio é montado segundo o tema que ela aborda na sua coluna para o The New York Star. Carrie é conhecida pelo seu gosto pela moda, que a faz gastar os rendimentos em sapatos como Manolo Blahniks ou em roupas das casas mais aclamadas e pela vida que a grande metrópole proporciona. Outro motivo de orgulho é o seu apartamento de um quarto em Upper East Side, que finalmente compra e é a sua casa por toda a série. Carrie vai se envolver seriamente com alguns homens que a marcam decisivamente para o futuro.
  • Charlotte York (Kristin Davis), é uma comerciante de arte com uma educação de classe média-alta de Connecticut. É a mais conservadora e tradicionalista do grupo e a que dá mais enfâse ao lado emocional do amor em detrimento da luxúria. Encontra-se permanentemente em busca do seu cavaleiro andante. Apesar da sua rigidez em alguns assuntos, ela é conhecida por ter feito concessões enquanto casada, que até as amigas se chocaram como falar sujo e sexo oral em público. Prefere deixar a sua carreira quando se casa pela primeira vez, casamento este dissolvido depois das diferenças entre ela e o marido. Com o divórcio, Charlotte recebe o apartamento da Park Avenue. Casa-se novamento com o seu advogado, Harry Goldenblatt após se converter ao judaísmo.
  • Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), é uma advogada que está concentrada na sua carreira. Tem perspectivas extremamente cínicas relativamente aos homens e às relações, o que a faz passar a maior parte da série sozinha. Graduada pela Harvard University, Miranda nasceu na Philadelphia, onde vive sua família. Nas primeiras temporadas, Miranda tinha uma fachada mais durona e forte, mas com o decorrer da série vai ficando cada vez menos, especialmente depois do namoro com Steve Brady com quem tem um filho, Brady Hobbes. No final da série Miranda casa-se com Steve e vai viver noBrooklyn em Nova York.
  • Samantha Jones (Kim Cattrall) é a mais velha do grupo, porém a mais bela e sedutora, praticamente podendo seduzir qualquer homem, de qualquer idade. Tem muito orgulho do seu corpo e não poupa esforços para conseguir o que deseja, evitando envolvimento emocional a todo o custo, enquanto satisfaz todos os possíveis desejos que tem. Melhor amiga de Carrie, sempre lhe dando conselhos e dicas. É uma relações públicas independente. Na terceira temporada, muda-se de um apartamento em Upper East Side, região nobre e tradicional da cidade, para um loft caro na Meatpacking District, região degradada pela prostituição mas em processo de revitalização. Durante o decurso da série tem inúmeros relacionamentos, mas são mais libertos que os da suas amigas.
E vc, tem uma amiga como uma dessas personagens? Tem um grupo de amigas?

Vamos falar sobre isso esta semana.

Beijos e uma linda semana para todas!

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Convite: Vamos ao teatro?







A  CDL Uberaba em  parceria com a Show Brasil, promove a peça teatral Os Homens querem casar e as Mulheres querem Sexo, no Teatro Vera Cruz, dia 15 de setembro às 19h30.
O  evento é beneficente  e  os  alimentos arrecadados serão doados para: Sanatório  Espírita, Hospital do Pênfigo  e  Instituto dos Cegos. Adquira seu convite na CDL, na River Auto Peças ou na Zebu Carnes, basta levar dois quilos de alimento não perecível.
Participar e sorria um pouco mais!
Informações 3319.4400 – CDL

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Musa Uberabense: Leslye de Paula

Uma grande profissional de Uberaba, uma musa de linda voz e grande beleza. 

Parabéns Leslye, pelo profissionalismo e pelo talento que nos encanta a todos.

Nosso carinho e admiração à esta grande artista uberabense...




Palavras de Leslye de Paula:


Cantar é deixar transparecer tudo o que existe em você, é se entregar sem medidas...

Não existe uma técnica perfeita e eu também não acredito em artistas quadradinhos demais. Pra mim o que vale é o sentimento verdadeiro que vem de dentro de você e intenta levar amor, amor, amor e paz. É isso que faz uma pessoa ser artista de verdade.








quarta-feira, 17 de julho de 2013

Mulher Destaque: Simone Della Libera.

Hoje nossa redação escolheu como Mulher Destaque uma grande advogada de Uberaba, Simone Della Libera, que também é presença fortíssima na política da cidade.
Elegante e sempre muito bem humorada, espalha alegria com seu sorriso contagiante por onde passar. Nosso respeito e admiração por esta grande mulher que nasceu em Sacramento mas abraçou Uberaba como sua cidade e é grande orgulho para todos nós e exemplo para todas as mulheres. 


Obrigada por abrilhantar nosso Blog!



     







Trabalho nota 10:

Amigas do Mulher Uberaba, hoje estamos aqui para falar de um trabalho maravilhoso que vem sendo desenvolvido em Uberaba por Ana Paula Perez Andrade, a APPA Coaching  para Resultados  - Mastercoach - Uberaba.


Nossa redação tem acompanhado o trabalho de Ana Paula pelo Facebook, Blog e Site, que por sinal é muito bem estruturado e super completo, com projeto da Companhia da Mídia, dos nossos amigos Rodrigo e Joabe, acessem para conhecer melhor.




Sobre - Formação e desenvolvimento de líderes.


Missão - É facilitar a construção de processos de desenvolvimentos individuais, a conquista de altos padrões de resultados e a consciência do poder pessoal através da utilização de habilidades específicas e da experiência prática. Gerando assim a prosperidade e plenitude desejadas.


Informações adicionais no Blog: http://appacoaching.blogspot.com.br/








Aprendendo a Viver - by Jane Antunes (psicóloga).


O poder do pensamento:

Embora alguns exagerem, o adágio "querer é poder" tem muito de verdade. Muitas das coisas que fazemos, emoções que sentimos e até doenças que sofremos têm sua origem nos pensamentos. Cada pessoa pode controlar seus pensamentos e dirigir sua vontade para obter ou não uma reação final correspondente. Somos donos de nossos pensamentos. E como tal, com maior ou menor dificuldade, podemos nutri-los, dirigi-los, expandi-los, reduzi-los ou rejeitá-los. Controlando nossos pensamentos, podemos evitar condutas impróprias, agirmos de forma mais adequada e termos melhor saúde física e mental. Definitivamente, ao controlarmos nossos pensamentos, estaremos promovendo nossa própria felicidade.

Pensamento positivo:

O pensamento saudável e otimista, tem que ser uma constante, um estilo de atividade mental. Deve se estender também a todos (ou quase todos) os aspectos da vida.

CUIDADO COM A IRRESPONSABILIDADE

Ser otimista não significa ser descuidado e irresponsável. Algumas pessoas podem criar o hábito de fazer tudo apressadamente com o pretexto de evitar a preocupação.

Ser otimista não significa ficar angustiado diante das más perspectivas, mas ver o que se pode tirar da adversidade e transformar os problemas em desafios.

Autoestima:

As pessoas costumam apresentar uma tendência generalizada para os pensamentos positivos ou para os negativos. Essa tendência depende, em grande parte, do estilo de diálogo interior, que é contínuo e automático.

Conhecer o tipo de diálogo que realizamos conosco torna-se imprescindível para abandonar os maus hábitos de pensamentos e buscar alternativas positivas que ajudem na solução dessas situações.

É fundamental saber desenvolver a autoestima, pois ela aumenta nossa capacidade de ser feliz. A potencialidade da autoestima provém de duas fontes fundamentais: as pessoas com as quais nos relacionamos e nós mesmos.

Desfrute dos sentidos: 

Os sentidos são os canais de comunicação entre uma pessoa e o mundo exterior. Prestam informações importantíssimas que constituem a base de nossa aprendizagem. Aproveitados de forma prazerosa, sem exageros.

Existem pessoas que acreditam que a alegria e a felicidade são coisas do acaso, produto das circunstâncias ou mesmo questão de sorte. No entanto, acima do imprevisível está a escolha pessoal. 

Ser feliz é uma opção. É possível escolher ser otimista e desfrutar de uma vida razoavelmente alegre e feliz.

- Cultive o pensamento positivo,
- Sinta-se racionalmente satisfeito com vc mesmo,
- Mantenha boas relações com os outros
- Olhe o lado divertido das coisas
- Faça alguma coisa para ajudar os outros
- Pratique hábitos de vida saudável
- Mantenha uma atitude de esperança.

Cada assunto citado é muito rico em conteúdo, e de grande extensão. Mas cá entre nós, ser feliz depende de nossas escolhas. VAMOS ESCOLHER SER FELIZ.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Para fazer a Festa: Oliveira Arte & Festa

Olá amigas e amigos festeiros ou que curtem receber em casa, seja onde for sua festa, a Oliveira Arte & Festa tem as melhores soluções para vocês. A decoração maravilhosa, com perfeição nos mínimos detalhes, a organização impecável de Jane Antunes para sua festa ou evento, atendendo Uberaba e região. 



Veja a seguir o contato da empresa e seu facebook: (34) 8836-6786 e/ou (34) 3336-4504 - Facebook http://facebook.com/arteefesta 

NOVIDADE: Informe-se sobre locação de local especial para sua festa (bela casa com espaço amplo para receber seus convidados, piscina infantil e adulto...) 





Destaque Profissional: Ana Paula Folador.

Amigos e amigas que acompanham o Blog Mulher Uberaba, hoje temos a honra de apresentar aqui, uma grande profissional de Uberaba, dedicada e cheia de amor à sua profissão, a psicóloga Ana Paula Lucas Oliveira Folador, casada com João Paulo Folador está iniciando sua vida e ainda não tem filhos, mas tem muitos planos para o futuro.

Vejam detalhes sobre contato no cartão que nossa equipe fez questão de colocar na íntegra, inclusive com endereço do seu blog de psicologia pessoal.

Nosso carinho e admiração à Ana Paula e o agradecimento especial de nossa jornalista, Marciana Camilo, por tê-la abrilhantando nosso Blog Mulher Uberaba.



 Contato da psicóloga.



 Ana Paula com o marido, João Paulo Folador.
 

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Belo casal: Mauro Sérgio de Melo e Daniela Dutra de Melo

Parabéns Mauro Sérgio de Melo e Daniela Dutra de Melo por mais esta conquista. 


Muito sucesso para o casal, Mauro Sérgio - Presidente do Rotary Club de Uberaba e Daniela Dutra - Presidente da Casa da Amizade. É o que deseja toda equipe do Projeto Mulher Uberaba.








Psicóloga Dra. Vânia Moreno Terra.


Profissional nota 10: Dra. Vânia Moreno Terra.


Psicóloga e diretora da TH Segurança e Medicina do Trabalho, Vânia é profissional nota 10 escolhida por nossa redação do Blog Mulher Uberaba para abrilhantar nosso projeto. É uma das grandes mulheres de Uberaba que encanta a todos com seu carisma. 

Ética e profissionalismo são marca registrada desta profissional que em 2012 recebeu o Mérito Lojista Parceria pela CDL Uberaba ao lado de seu esposo e sócio Dr. Nilo Terra. Caio e Clara são os maiores tesouros desta mulher, mãe e profissional realmente nota 10, 100, 1000... 



Um abraço especial de toda nossa equipe 

para você Vânia Moreno Terra.


   Foto: Ronaldo José Luiz

A mulher destaque do dia: Lídia Lúcia Oliveira.


Esta leonina, nascida em 03 de agosto, é realmente uma fera. Uma mulher verdadeiramente poderosa de nossa cidade que por onde passa espalha charme e carisma. Seu alto astral contagia todos. Como profissional atua seriamente e incansavelmente, é uma batalhadora que trabalha em prol de causas de grande valor. Seus projetos são inúmeros e suas parcerias fortíssimas. Vale a pena conhecer Lídia Lúcia Oliveira, é uma honra! Nossa equipe Mulher Uberaba registra neste post nosso carinho e admiração por esta diva.






           Foto: Mariza Serrano

Violência doméstica: precisa ser combatida.


Lei brasileira de combate à violência doméstica e familiar.



A lei 11.340 de 22 de setembro de 2006, mais conhecida por Lei Maria da Penha, surgiu para criar mecanismos a fim de coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra as mulheres.

A proteção especial da mulher atende a uma política internacional contra a violência doméstica em consonância com o artigo 226, parágrafo 8º da Constituição Federal Brasileira de 1988, com a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher de 1979 e seu Protocolo Facultativo de 1999, e, ainda, com a Convenção Interamericana para Prevenir e Erradicar a Violência contra a Mulher de 1994.

A entrada em vigor desta lei trouxe inúmeras modificações no ordenamento jurídico brasileiro no que se refere ao combate e punição dos crimes de violência doméstica cometidos contra mulheres, e, muitas destas inovações acarretaram em sanções penais e sociais excessivas direcionadas majoritariamente ao gênero masculino, como também em sua criminalização e estereotipação, de forma geral.

A lei Maria da Penha recebeu tal denominação porque foi elaborada em razão do caso de uma brasileira vítima de violência doméstica, Maria da Penha Fernandes, que sofreu duas tentativas de homicídio cometidos por seu então cônjuge. Na primeira tentativa, após receber um tiro pelas costas, ela ficou paraplégica, e na segunda, ele tentou eletrocutá-la e afogá-la.

Em decorrência de o fato ter ficado muitos anos sem a devida punição, a Organização dos Estados Americanos e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos recomendaram ao estado brasileiro que medidas fossem tomadas e advertiu sobre a criação de políticas públicas que inibissem as agressões domésticas contra mulheres.

Neste sentido, o poder Legislativo brasileiro publicou em 07 de agosto de 2006 a presente lei em estudo, que está em vigor desde 22 de setembro do mesmo ano.
A lei, ao longo de seu texto, define para quem se direciona, ou seja, diz que o sujeito passivo do tipo penal "violência doméstica" será exclusivamente a figura feminina (artigo 1º).

Na sequência, define violência doméstica como "qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial" (artigo 5º) , além de estabelecer seu campo de abrangência: a violência passa a ser doméstica quando praticada no âmbito da unidade doméstica, no âmbito da família, ou em qualquer relação íntima de afeto, independente da orientação sexual da mulher .

O legislador brasileiro utilizou o discrímen sexo para legislar especificamente e de forma mais rigorosa em favor de um gênero, o feminino, em razão da discriminação histórica praticada contra a mulher, e em razão de os casos de violência doméstica cometidos contra estas serem muitos e crescentes.
Segundo dados divulgados em março de 2008 pela Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 300 mil mulheres sofrem violência por parte dos maridos ou companheiros por ano no Brasil, de modo que, a cada 4 minutos uma mulher brasileira é espancada.


Há doutrinadores, a exemplo de Tercio Sampaio Ferraz Junior, que argumentem que o critério de gênero utilizado pela lei agride o princípio constitucional de que todos são iguais perante a lei.

Entretanto, há estudiosos do tema, a exemplo do autor Boaventura de Sousa Santos, que defendem não só a razoabilidade do critério utilizado, como também, que a lei consiste na concretização da igualdade formal já estabelecida no texto do artigo 5º da Constituição Federal vigente.

Celso Antonio Bandeira de Mello, em sua obra o Conteúdo Jurídico do Princípio da Igualdade, diz que "para haver diferença normativa é indispensável que exista uma justificativa racional para o discrímen" (2007, p.41). O modelo conservador, patriarcal, arbitrário e machista que põe a mulher em situação de inferioridade, submissão e faz dela a maior vítima de violência seria esta justificativa razoável.

O fato é que, a lei em questão faz parte das iniciativas estatais que têm por modelo as ações afirmativas ou discriminações positivas. A propósito desa política estatal, o ministro do Supremo Tribunal Federal Brasileiro, Joaquim Barbosa Gomes, afirma que "As ações afirmativas se definem como políticas públicas (e privadas) voltadas à concretização do princípio constitucional da igualdade material e à neutralização dos efeitos da discriminação racial, de gênero, de idade, de origem nacional e de compleição física." (Gomes, Joaquim Barbosa, 2001, p.20 apud ATCHABAHIAN, 2006, p.160).

Em outras palavras, a Lei Maria da Penha, como ação afirmativa, surge para tentar preservar a saúde física, mental, o aperfeiçoamento intelectual, moral e social da mulher, seguindo os termos dos parágrafo 8º do artigo 226 da Constituição Federal de 1988, o qual determina que o Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram. De tal maneira, serviria à igualdade de fato.

Mas não bastam as leis se não colocadas em prática, devemos todos colaborar para isso.